Ritmo Sinusal

• Freqª: 60 – 100 bpm 
• Regular 
• Ondas P presentes, normais e seguidas de QRS 
• QRS completo e normal (0,12 seg) 
• PR normal (0,12 a 0,20 seg) 
• Um ECG normal não excluí doença cardíaca!

Bradicardia Sinusal

• Freqª: < 60 bpm 
• Regular 
• Ondas P presentes, normais e seguidas de QRS 
• QRS completo e normal (0,12 seg) 
• PR normal (0,12 a 0,20 seg) 
• Causas frequentes: sono, atletas, β-bloqueantes, EAM (bradicardia é protectora)

Taquicardia Sinusal

• Freqª: > 100 bpm 
• Regular 
• Ondas P presentes, normais e seguidas de QRS 
• QRS completo e normal (0,12 seg) 
• PR normal (0,12 a 0,20 seg) 
• Causas: Exercício, ansiedade, febre, hipoxemia, hipovolémia 

Taquicardia Ventricular

Monomórfica
• Único foco ectópico ventricular
• Freqª 100 – 250 bpm
• Regular
• Ondas P ausente ou não visíveis. PR não existente.
• QRS largo (> 0,12 seg). Configuração bizarra, mas semelhantes entre si.

Polimórfica
• ​Único foco ectópico ventricular
• Freqª 100 – 250 bpm
• Regular ou irregular
• Ondas P ausente ou não não associadas ao QRS.
• QRS largo (> 0,12 seg). Variam em forma e amplitude
• QT normal ou longo

Torsade de Pointes
• ​​Único foco ectópico ventricular
• Freqª 200 – 250 bpm
• Irregular
• Ondas P ausentes ou não visíveis. PR não existente.
• QRS largo (> 0,12 seg). Configuração bizarra com variações tipo “fuso” por inversão da polaridade

Taquicardia Supraventricular

TSV
• Freqª: 150 – 250 bpm
• Regular
• Ondas P dificeis de identificar (escondidas pela onda T)
• QRS completo e normal (0,12 seg)
• PR dificil de medir
• Causas: relacionado com cafeína, nicotina, stress, ansiedade.

TSV Paroxística
• Igual há TSV mas surge subitamente e o doente pode sentir palpitações, mal-estar, náuseas e/ou ansiedade

Taquicardia Auricular

• Freqª: 150 – 250 bpm
• Regular
• Ondas P presentes, normais e seguidas de QRS
• QRS completo e normal (0,12 seg)
• PR normal (0,12 a 0,20 seg)
• Um ritmo auricular que se sobrepõe ao nódulo SA

Arritmia Sinusal

• Freqª: > 100 bpm
• P-P irregular por nódulo sinusal “dispara” irregularmente
• R-R irregular
• Ondas P presentes, normais e seguidas de QRS
• QRS completo e normal (0,12 seg)
• PR normal (0,12 a 0,20 seg)

Fibrilhação Auricular

• Freqª auricular de 350 bpm ou mais
• Freqª ventricular lenta, normal ou rápida
• Irregular
• Actividade auricular caótica
• QRS normal
• Causas: múltiplas e normalmente com doença cardíaca associada

Fibrilhação Ventricular

• Actividade eléctrica caótica sem resposta mecânica eficaz despoletada por vários focos
• Pode ser grosseira ou fina
• Não tem pulso

Flutter Auricular

• Freqª auricular: 250 – 350 bpm
• Freqª ventricular lenta ou rápida
• Normalmente regular
• Ondas P tipicamente em serra ou dente de tubarão
• PR variável
• QRS normal
• O nódulo AV conduz impulsos ao ventrículo 2:1 - 3;1 – 4:1

Bloqueios Auriculo-Ventriculares | 1º Grau

• Freqª: depende do ritmo de base
• Regular
• Ondas P normais
• Intevalo PR aumentado (> 0,20 seg) mas sempre igual
• QRS normal
• Normalmente é benigno, mas assocido EAM pode conduzir a outros ritmos patológicos

Bloqueios Auriculo-Ventriculares | 2º Grau - Mobitz tipo I

Mobitz tipo I ou Wenckebach
• Freqª depende do ritmo subjacente
• R-R Irregular
• Ondas P normais
• Intervalo PR aumenta progressivamente até que uma das ondas P não é conduzida
• QRS normal
• Causas: β-bloqueantes, Digoxina, Bloqueadores Canais de Ca2++

Bloqueios Auriculo-Ventriculares | 2º Grau - Mobitz tipo II

• Freqª auricular 60-100 bpm. Freqª Ventricular menor
• Ritmo auricular regular e ventricular irregular. 2:1 – 3:1 – 4:1
• Ondas P normais algumas não são conduzidas
• Intervalo PR normal ou prolongado (sempre constante)
• QRS pode ser normal mas é normalmente largo porque este bloqueio normalmente envolve os dois ramos
• Pela bradicardia o débito cardíaco baixa e pode levar a bloqueio AV completo

Bloqueios Auriculo-Ventriculares | 3º Grau

• Ausência de condução AV por bloqueio abaixo do nódulo AV. Aurículas e ventrículos independentes
• Freqª auricular 60-100 bpm. Ventricular menor
• Ritmo auricular regular
• Ondas P normais precedidas ou não de QRS. Anárquico
• Intervalo PR variável
• QRS pode ser estreito ou largo

Assistolia

• Actividade eléctrica e consequentemente mecânica inexistentes
• Verificar cabos, eléctrodos, mudar de derivação, aumentar o ganho !

Actividade Eléctrica sem Pulso

• Observa-se um ritmo cardíaco
• Nenhum pulso detectado

Ritmo Ideoventriular

• Freqª 20 – 40 bpm / 41 – 100 bpm (acelarado)
• Regular
• Sem ondas P ou não são visíveis. Não relacionadas com o QRS
• QRS largo (> 0,12 seg) e bizarro
• Ritmo agónico

Extrassístole Ventricular

• Origem em foco ventricular anormal
• Configurações iguais ou diferentes
• Fenómenos de bigeminismo, trigeminismo, quadrigeminismo

Bloqueio de Ramo

• Bloqueio da condução em um dos ramos cardíacos levando a que o outro despolarize com atraso
– Freqª depende do ritmo subjacente
– Regular
– Ondas P normais
– Intervalo PR normal
– QRS normalmente largo (> 0,12 seg)